terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Contribuição especial ou, por outras palavras, "imposto da ponte"

Hoje foi o dia de irmos às finanças reunir com os peritos que avaliam o montante a pagar para a "contribuição especial" que carinhosamente é apelidada de "imposto da ponte Vasco da Gama".

Primeiro choque - se a licença fosse levantada no final do mês seguinte já não estaríamos sujeitos. Péssimo timing... A boa notícia é que só se houver novas pontes é que poderá haver mais uma versão deste maldito imposto para futuros donos de obra.

Embora temêssemos que o montante fosse maior, mesmo assim ainda nos levam uma boa quantia. Depende do valor do terreno em 1992 e no ano da construção, bem como da área de construção.

Sensivelmente dentro de um mês irá chegar-nos a conta - 750€. Vai doer, mas pode sempre pedir-se pagamento a prestações...

Mas nem só coisas más saíram da reunião - os peritos deram-nos informações relevantes para pedir uma nova avaliação do Valor Tributário, reduzindo o IMI. Estamos a pagar por área de construção com mais do dobro do que a nossa casa irá efectivamente ter, e o coeficiente de localização também está demasiado elevado. Lá fizemos uma visita à CM para pedir uma planta de localização para anexar ao processo junto com o projecto de arquitectura, e também dentro de um mês teremos notícias sobre a nova avaliação.

Quanto à água parece que ainda faltavam umas obras para que pudesse ser instalado o contador. Deverão ser agendadas em breve. (Demasiadas falhas de informação, esperemos que que se corrijam com o andar da obra.)