terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Contribuição especial ou, por outras palavras, "imposto da ponte"

Hoje foi o dia de irmos às finanças reunir com os peritos que avaliam o montante a pagar para a "contribuição especial" que carinhosamente é apelidada de "imposto da ponte Vasco da Gama".

Primeiro choque - se a licença fosse levantada no final do mês seguinte já não estaríamos sujeitos. Péssimo timing... A boa notícia é que só se houver novas pontes é que poderá haver mais uma versão deste maldito imposto para futuros donos de obra.

Embora temêssemos que o montante fosse maior, mesmo assim ainda nos levam uma boa quantia. Depende do valor do terreno em 1992 e no ano da construção, bem como da área de construção.

Sensivelmente dentro de um mês irá chegar-nos a conta - 750€. Vai doer, mas pode sempre pedir-se pagamento a prestações...

Mas nem só coisas más saíram da reunião - os peritos deram-nos informações relevantes para pedir uma nova avaliação do Valor Tributário, reduzindo o IMI. Estamos a pagar por área de construção com mais do dobro do que a nossa casa irá efectivamente ter, e o coeficiente de localização também está demasiado elevado. Lá fizemos uma visita à CM para pedir uma planta de localização para anexar ao processo junto com o projecto de arquitectura, e também dentro de um mês teremos notícias sobre a nova avaliação.

Quanto à água parece que ainda faltavam umas obras para que pudesse ser instalado o contador. Deverão ser agendadas em breve. (Demasiadas falhas de informação, esperemos que que se corrijam com o andar da obra.)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Uma publicação mais agradável - desenhos da casinha :)

E como tivemos acesso aos desenhos da casa em formato electronico decidimos partilhar umas imagens melhores - e até com medidas, vejam lá.

(para ver maior clicar em cima das imagens)

Já tínhamos mostrado os desenhos 3D, mas a qualidade era muito fraquinha... E não contemplavam algumas alterações entretanto feitas.

Alçado nascente:
As traseiras da casa - vê-se a traseira do alpendre, as janelas dos quartos e da casa de banho.

Alçado poente:

A frente da casa - vê-se a janela da casa de banho social (é recuada, quase a meio da casa na lateral), logo seguida das duas janelas da área comum. Onde estão os bonecos será a entrada (na lateral, por baixo do alpendre)


Alçado norte:


Aqui vemos a janela da cozinha. Ao lado esquerdo estará a janela da casa de banho que víamos na imagem acima.Deste lado está também, do lado esquerdo, o quarto principal.


Alçado sul:


A porta de entrada e a janela do que será o escritório não são vistos na realidade, uma vez que ficam ocultos pelo alpendre. Existe uma abertura no topo do alpendre para dar luz àquela janela. À direita fica o segundo quarto.


Vista de cima, do terreno completo:


O terreno tem no total cerca de 700m2, o que nos dá ainda um quintal de tamanho razoável. (Será lá que faremos algumas culturas, o jardim ficará limitado à frente da casa)

Pormenores da planta:



Aqui estão as modestas medidas e disposição da nossa casa - compacta mas achamos que bastante funcional.
A disposição na cozinha está ligeiramente diferente, mas a seu tempo teremos fotos da verdadeira! (ah... tantos meses de espera ainda!)

Não nos perguntem porquê, mas a Câmara Municipal exigiu que estivessem 3 veículos estacionados... Tinham de caber lá... E cabem, por isso siga!




E como terminou a saga da luz (mas ainda dura a da água)

Como foi aqui relatado estivemos cerca de 4 meses à espera que fosse instalado o contador da luz (e também o da água - e esse continua por instalar, pelo menos até ontem, dia em que passei na obra).

Não deu muito bem para perceber se foi só incompetência ou também falta de comunicação, mas o certo é que se foi prolongado por muito mais do que o tempo razoável.

Sabemos que, numa primeira visita à obra, solicitaram ajustes ao muro técnico. Esses ajustes foram feitos e a partir daí deveria ser rápido, mas não. Parece que para dizer que o muro estava mal conseguiram chegar à obra, mas para fazer a instalação já lá não conseguiram chegar. Havia duas tentativas falhadas registadas em sistema. O grave é que nem sequer tentavam entrar em contacto para perceber onde seria a morada - tinha depois de ser solicitada nova instalação.

Até que, já fartos desta lenga-lenga, fomos nós a ligar para o serviço.

A primeira vez disseram-nos que havia "falhas graves de segurança", o que nos surpreendeu. Mas como era já muito tarde (uma sexta pelas 22h, hora em que encerram as linhas de atendimento) assumimos que a pessoa estivesse cansada e muito baralhada com os registos.

E esses merecem um parágrafo só para eles!!! Pelo que apurámos chegámos a ter dois processos diferentes, em que a correspondência era enviada com um nome, e o serviço estava registado com outro... Portanto, se eu ligasse a pedir com o meu nome (que estava na correspondencia), a conta não exisitia. Mas ligando e dizendo o NIF e nome do excelentíssimo companheiro de aventura a conta já existia, mas com falhas graves...

No dia das "falhas graves" foram mudando os nºs de contacto e depois de uma série de telefonemas chegou-se  pela última vez a um nº errado, e já fora de horas (era o nº de emergencia para cortes de energia - estavam mesmo todos baralhados). Outra situação engraçada foi tentarem vender-nos um pacote de gás e luz, ao que se respondeu: " mas nós ainda nem temos paredes, ainda é muito cedo para oferecerem esses serviços, queremos é o contador de obra!"

Na segunda-feira seguinte lá se ligou novamente - e volta não volta entre telefonemas para a distribuição, e para a comercial, foi decidido alterar a morada em contrato (que efectivamente não estava correcta, mas sabe-se lá como as outras pessoas chegaram lá) e até nisso colocaram questões!
Por ser contrato de obra tinham de ter a certeza se não seria necessário fazer novo contrato presencial em loja... (oh meus amigos!) - felizmente não era necessário. Mas, atenção, tinha de alterar na distribuição, mas depois tinha de alterar na comercial. E não, não podia ser feito internamente, tinha de ser o cliente a solicitar as duas alterações. E não, não podia desligar o telefonema, tinha de ficar em linha.

Mas pronto, na quinta feira seguinte o contador foi finalmente instalado. Esse já lá canta, à espera de consumos, que é sinal que a obra começa.



O que nos está prometido e não cumprido é a instalação do contador de água.

Telefonaram a perguntar o local exacto, descrevendo os arredores - estavam mesmo lá. Iam depois enviar alguém para colocar o ramal. Passados uns dias ligaram de novo - afinal havia lá o ramal e até iam abrir o buraco para perceberem que sim, havia ramal. (O outro que ligou antes devia estar em cima da tampa, o desgraçado).

Depois, passado algum tempo, parecia que faltava uma assinatura no processo, que o Engº de obra foi fazer (já que tinha a procuração da nossa parte).

E a seguir? Soubemos que o cartão de Cidadão no processo até teve tempo de ficar caducado (há alguns meses, diga-se) e parece que tal é crime que não passa incólume. Teve de ser enviado para actualizar e o contador devia ter sido instalado até ontem. Só que não foi. Deste não sabemos o novo motivo, se foi apenas atraso.

E é assim que estamos.

Entretanto já temos novo Engenheiro de Obra. A empresa passa a vida em reestruturações e esperamos que corra bem e que não seja alocado a outra entretanto, que agora a malta quer é estabilidade e uns tijolos no sapatinho....

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

E já passaram dois meses!!!

Parece que tudo está a ser arrancado a ferros...

Mas temos finalmente o contador da luz e o da água prometido para a semana que vem... Assim que estiverem os dois hei-de ir tirar a foto da praxe.

Esperemos que o "enguiço" esteja a passar!

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Haja calma, muita calma...

Luz e água? Ainda à espera de contadores... Parece que por este quadradinho à beira-mar plantado não há vontadinha de resolver as coisas em tempo útil - até porque se estivessem instalados o consumo estaria a ser feito e até recebiam uns trocos adicionais...

Mas adiante...

Para além disso temos ainda mudanças na empresa construtora (redistribuição de projectos entre gestores de obra) e também me parece que isso vai ditar atrasos extra.

Respirar fundo, contar até 10 (ou 100) e sim... paciência...

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Reunião com a designer

Uma das partes giras do processo é a reunião com a/o designer que nos mostra como poderá ser a casa consoante o nível de acabamentos contratado.

No nosso caso, estando numa gama média, não vamos poder dar muitas asas à imaginação porque nos iria sair muito caro, precisamente do que estamos a fugir.

De qualquer forma achámos as soluções apresentadas muito interessantes e os pedidos de alterações não foram muitos, pelo que não esperamos grande rombo orçamental (a "conta" ainda não nos foi apresentada, a seu tempo daremos feedback).

A nossa casa vai viver dos contrantes entre branco e diversos tons de cinzento com algumas anotações de preto, complementado com os tons da madeira no piso flutuante e carpintarias.
Toda a restante cor vai ser dada exclusivamente por objectos decorativos comprados a posteriori - assim, se nos cansarmos de determinada cor, basta mudar as almofadas ou cortinas, por exemplo...
Quanto mais neutra a palete, na nossa opinião, menos cansativos se tornarão os acabamentos.

As imagens 3D que nos mostraram estão impecáveis - mas acabam por não representar a nossa casa, já que pedimos algumas alterações. É bastante interessante ver uma quase "foto" da cozinha, da sala, das casas de banho, quando sabemos que ainda só está o esqueleto feito!

No que diz respeito a alterações, na cozinha pedimos um espaço de livre instalação para frigorífico americano, e toda essa parede completa com colunas (a solução apresentada tinha menos armários e previa um frigorífico mais pequeno). Nas casas de banho mantivemos o layout, mas a escolha recai em louças suspensas e adicionámos um chuveiro de parede, que não tinha sido previsto.

Mais uma vez só podemos tecer elogios à equipa pelo excelente trabalho e pela disponibilidade demonstrada para ajudar nas escolhas a tomar e nas dúvidas que surgem nos dias seguintes à chuva de informação que é aquela reunião.

São escolhidos os pavimentos, cores, texturas, madeiras, layout da cozinha, das casas de banho, gama de louças, cor de armários, um mundo de coisas num espaço de pouquíssimas horas.

E ainda faltam muitas outras coisas, como escolha de pontos de luz e energia, por exemplo...

Ainda bem que fugimos da ideia de sermos nós a coordenar tudo isto - era, definitivamente, muito trabalho e dor de cabeça.



Da luz e da água? Vamos ser pacientes :) Summer is here, a maltinha quer é praia e gelados... :)



domingo, 5 de julho de 2015

À espera de água e luz...

E continuamos à espera de água e luz no terreno para que a obra possa continuar.
Como o tempo está bom para a praia tenho sérias dúvidas que o trabalho comece antes do período de férias "tuga"...

Vamos ver se temos de esperar até setembro!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

2ª laje no sítio

A 2ª laje já foi concluída no final de Maio. Foi efectuado o pagamento mas como até agora ainda não estão instaladas água e luz a obra está parada.

Optámos por esperar pelos serviços em vez de usar um gerador, opção que nos é dada pela empresa. Como o atraso por parte da EDP tem a ver com a caixa existente (deduzimos que seja desde o tempo da obra de urbanização, muito perto de 2000 se não antes) aguardamos notícias da Espaço Abstrato quanto à resolução da situação.

Para já ficam as fotos do esqueleto já construído, com alguns isolamentos já colocados:














A seguir serão construídas as paredes e começam os preparativos para escolha de design de interiores, a parte mais gira - e que nos vai dar mais nós no cérebro :)!

sábado, 23 de maio de 2015

Mais uma semana passada e já está feita a preparação para a 2ª e última laje

Temos agora o verdadeiro 3D da casa com tudo preparado para ser feita a 2ª laje.
Fica aqui uma "tour":

O alpendre, "alçado sul" - ao fundo o 2º segundo quarto e à esquerda será o pequeno escritório (tapados pelo alpendre depois de feitos, mas o escritório tem uma abertura na laje para entrada de luz)

Alpendre ("alçado sul") - lado virado para a rua de entrada

Continuamos no alçado sul entre o alpendre a sala comum/ cozinha -será também por aqui a entrada da casa.

"alçado poente" - a frente da casa. Será a cozinha / sala comum e a entrada (alpendre à direita)

"alçado norte" e "poente"

"Alaçdo norte" - à direita a cozinha e sala jantar, a meio a casa de banho social e a seguir o nosso quarto.

"Alçado poente" e "sul"

Na próxima semana será feita a 2º laje

"Alçado nascente", as traseiras - à esquerda o alpendre e depois o segundo quarto, wc privado e o nosso quarto.

"Alçado nascente" / "norte"

"Alçado norte" - entre estes dois pilares fica a janela do WC

neste espaço fica a cozinha / sala jantar


A betonagem da 2ª lage será feita na semana que vem - depois há que ter um tempo de descanso e só depois será a obra limpa.
No entanto, como os serviços, apesar de tratados, ainda não estão disponíves (água e luz) a obra ficará parada até finalmente serem instalados. (Esperemos que não seja por muito tempo!)

sábado, 16 de maio de 2015

Também já se vêem pilares :)







Está concluída a primeira fase do projecto, que deu também direito ao pagamento da primeira tranche...
De seguida há-de vir a 2ª lage (e última, já que temos um RC) para depois se começarem a ver algumas paredes.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

1ª fase concluída!



A primeira laje já se encontra feita e agora serão levantados os pilares.

Já foi concluída a primeira fase e já caiu a 1ª conta!

sexta-feira, 8 de maio de 2015

E já temos ferro....

Apesar de não estarmos directamente envolvidos com a construção, a curiosidade (e o facto de estar a morar relativamente perto da obra) leva-nos a visitá-la para ver se há novidades. Pouco mais de semana e meia depois temos já betão e o ferro dos pilares armados.

É bom começarmos a ter uma noção em 3D da nossa futura casinha :)

(as fotos têm baixa qualidade porque foram tiradas com um telemóvel "esperto", mas pouco ;))








Temos a noção de que a casa é pequena, mas vista assim parece uma casa de estrunfes :)


Sendo a casa pequena ficamos com bastante espaço - quintal para cultivo aí vamos nós! ( jardim fica apenas na frente)


O lado mais inclinado do terreno que terá de ser alterado


Ups... parece que o betão não chegou :)





Para a semana que vem nova visita e com certeza mais novidades!